Baixe grátis

Ir para o site

Baixe grátis

Menu

Entenda como funciona a realidade virtual

A tecnologia tem evoluído cada dia mais. E com isso, inovações antes impensáveis se tornam presentes no nosso dia a dia. A realidade virtual é um desses avanços, capaz de enganar os nossos sentidos e nos transportar para ambientes criados por sistemas computacionais.

Neste conteúdo, nós vamos lhe ensinar como funciona a realidade virtual, o que é essa tecnologia e apresentar exemplos do seu uso. Continue a leitura!

O que é realidade virtual?

Realidade virtual é o termo usado para designar qualquer tecnologia computacional que recria, por meio de recursos visuais e sonoros, um universo digital personalizado.

Ou seja, é uma tecnologia de interface capaz de “ludibriar” os nossos sentidos, por meio de um ambiente virtual, criado a partir de um sistema computacional. Esse sistema consegue induzir efeitos visuais, sonoros – e em alguns casos até tácteis – de modo a permitir a imersão completa em um ambiente simulado, que poderá ou não contar com a interacção do usuário.

A forma mais comum e difundida de realidade virtual é aquela em que o usuário utiliza óculos e fones de ouvido especiais, chamados de headset, privando-o de ver e ouvir os estímulos externos.

Alguns jogos têm usado bastante essa tecnologia, de modo a transportar o indivíduo para dentro do jogo, criando uma experiência única. Mas essa não é a única aplicação – e falaremos mais sobre isso nos tópicos seguintes.

Como funciona a realidade virtual?

Entenda como a realidade virtual funciona e onde ela é aplicada nos dias actuais.

Para entendermos como funciona a realidade virtual, primeiro, precisamos compreender a história de evolução dessa tecnologia.

A primeira vez que o termo foi usado foi em 1938, por Antonin Artaud no seu livro “Le Théâtre et son double”. O autor criou o termo ao sugerir um teatro no qual a ilusão natural de personagens e objectos criavam uma realidade virtual.

Antes mesmo do termo surgir, contudo, já existiam “tecnologias” capazes de transportar os usuários para outros lugares. Um exemplo disso é o caso dos óculos estereoscópicos com cartões 3D de pontos turísticos, que existiam desde 1920.

Esse tipo de óculos sofreu um avanço em 1939, com a apresentação do “View-Master”, um óculos que servia para ver slides em um disco dentado. O aparelho se tornou um brinquedo bastante popular.

Actualidade

Actualmente, a tecnologia permite o uso da realidade virtual em diversos sectores.

Para compreender como funciona a realidade virtual, também é importante saber que a principal base para criá-la é a imagem projectada. Mas não basta uma imagem plana, porque isso soaria falso aos nossos olhos. Assim, entra em cena a estereoscopia, que permite criar uma ilusão de profundidade

Para isso, duas imagens diferentes são geradas, sendo uma para cada olho. Assim, o cérebro interpreta que essas duas imagens são, na verdade, uma só. No início, esse efeito era feito apenas com fotos, hoje são usados em filmes e ambientes tridimensionais gerados por computador.

Uma tecnologia moderna é o Óculos Rift que realiza uma interpolação muito rápida das imagens, com um efeito 3D muito realista.

Outro ponto alto desses óculos é a capacidade de interagir em sincronia com o movimento da cabeça do usuário, de uma maneira bem diferente dos óculos 3D usados no cinema ou de brinquedos.

Com os Óculos Rift, a imagem gerada não fica estática em um só ponto, mas consegue acompanhar a movimentação do usuário.

Hoje, existem interfaces que permitem ao jogador se inserir totalmente em um jogo. Um exemplo é o Virtualizer da Cyberith, uma estação que permite ao usuário sentir-se como se estivesse dentro do jogo.

É importante não confundir os vídeos em 360 graus com realidade virtual. Isso porque, a realidade virtual se caracteriza como uma criação humana que permite interação. Ou seja, não é a filmagem de um ambiente real ou a simples mudança da posição da visão do usuário.

Actualmente, já existem empresas desenvolvendo tecnologias que incluem o tacto à realidade virtual, como é o caso do projecto do Hasso-Plattner-Institute, que está criando botas capazes de permitir ao usuário sentir o terreno em que está pisando e até modificar a elevação quando houver degraus e outros obstáculos.

Realidade Aumentada

Outro termo bastante usado é a Realidade Aumentada. Essa é uma tecnologia um pouco diferente. Com ela, cria-se a ilusão de que os objectos virtuais estão no mesmo espaço que os objectos físicos, sobrepondo-os.

Assim, com a Realidade Aumentada, os usuários continuam em contacto com o mundo real, enquanto interagem com os objectos virtuais em torno deles. Já na realidade virtual, o usuário é isolado do mundo real, interagindo em um universo completamente fabricado.

Exemplos de aplicação da realidade virtual

Entenda como funciona a realidade virtual em suas diversas aplicações.

Embora muitas pessoas saibam como funciona a realidade virtual e conheçam as suas aplicações no entretenimento, especialmente nos jogos, elas não são as únicas possibilidades. 

Treinamentos

Desde a década de 1970, os exercícios dos soldados americanos são simulados por meio da realidade virtual. O treinamento de pilotos de corrida também é feito com a tecnologia.

Recentemente, a marca Castrol desenvolveu um capacete com realidade virtual que permite ao piloto dirigir um circuito de teste confiando apenas na tecnologia, que cria um desafio diferente da realidade, com outros carros, pilotos e alterações na pista.

Entretenimento

O entretenimento é a principal categoria onde a realidade virtual é utilizada.

Na área do entretenimento, os exemplos são ainda mais amplos. Na China, em 2018, foi inaugurado um parque temático chamado de “Vale Oriental de Ficção Científica”, onde o visitante pode pular virtualmente de bungee jump, participar de uma batalha alienígena por meio de avatares ou se aventurar em uma montanha-russa fictícia.

Publicidade

A publicidade é outro sector que tem apostado na realidade virtual, com inúmeras aplicações neste campo. Afinal, por meio da tecnologia, os clientes conseguem, por exemplo, testar os produtos ou serviços comercializados.

Empresas

Outro ramo em que essa tecnologia vem sendo usada é dentro das empresas. Os treinamentos são campos onde a aplicação é mais vasta. 

Os profissionais podem usar essa solução na capacitação de colaboradores, simulando na prática situações do dia a dia do cargo e da empresa. Um exemplo é o uso nos treinamentos dos bombeiros.

Saúde e educação

A saúde e a educação também podem se beneficiar com a realidade virtual. No primeiro caso, a tecnologia é usada para treinar médicos e cirurgiões, simulando condições reais em uma mesa de operação e no segundo auxilia os estudantes a entrarem em imersão nas situações de estudo, contextualizando a aprendizagem.

Alguns psicólogos também têm investido nos óculos de realidade virtual para tratarem pacientes com fobias, uma prática que tem trazido resultados bastante positivos.

Benefícios da realidade virtual

Agora que você sabe como funciona a realidade virtual e onde ela pode ser utilizada, já deve ter notado os inúmeros benefícios dessa tecnologia, certo?

Ao permitir simular cenários e situações, a tecnologia favorece o treinamento de profissionais, melhora o aprendizado de estudantes e até aumenta o potencial de venda de determinados produtos.

Qual o futuro da realidade virtual?

Futuramente, a realidade virtual se tornará algo comum no nosso quotidiano.

Como toda tecnologia, espera-se que a realidade virtual continue a evoluir e se torne cada vez mais popular e presente no nosso dia a dia, de modo a reduzir os preços dos headsets.

A evolução dos headsets também é outra previsão (e já está ocorrendo). O lançamento dos headsets autônomos, ou seja, que dispensam a necessidade de pareamento com o smartphone, é uma evolução e promete tornar o sector ainda mais popular e acessível ao trazer mais facilidades de uso.

Espera-se, ainda, que a Realidade Aumentada ajude a promover a Realidade Virtual. Como não é muito prático utilizar headsets em ambientes públicos, a realidade aumentada ganha mais notoriedade nesses espaços, como ocorreu com o sucesso Pokémon Go há alguns anos.

À medida que as pessoas se familiarizam com a realidade aumentada, espera-se que elas se interessem pela realidade mista e, depois, pela realidade virtual, aumentando os adeptos e a popularidade da tecnologia.

Outra expectativa do sector é que a chegada do 5G abra novas portas. Essa será a quinta geração da internet móvel, com velocidades de transferência projectadas para serem 10 vezes superiores que a do 4G. Assim, será mais fácil transmitir imagens, vídeos e conteúdos imersivos – o que deverá atrair mais pessoas para a tecnologia.

Na verdade, é apenas uma questão de tempo para que a realidade virtual se popularize. Da mesma forma que ocorreu com outras tecnologias, como a internet e os smartphones

Quanto mais usuários, mais empresas interessadas em explorar o sector – e, consequentemente, mais inovações, protocolos, padrões de qualidade e possibilidades de uso.

Conclusão

Neste conteúdo, você aprendeu que a realidade virtual é uma tecnologia capaz de sobrepor imagens e vídeos, criando uma sensação de profundidade e transportando o usuário até determinado local ou situação criados por um software de computador.

Também aprendeu como funciona a realidade virtual, descobrindo que são usados óculos e fones de ouvido especiais, chamados headset, capazes de projectar essas imagens e sons para envolver o usuário.

A realidade virtual ainda não é muito popular, mas já tem sido usada em diversos sectores além do entretenimento, como na saúde, no treinamento de profissionais e até nas escolas.

Ainda há muito para que a realidade virtual evolua, mas, para os especialistas, é apenas uma questão de tempo até ela ser disseminada e popularizada, passando a ser usada em situações corriqueiras e também se tornando mais acessível financeiramente.

Tags

como funciona a realidade virtual realidade virtual

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Baixe agora!

iOS ou Android? Baixe gratuitamente nosso App e aproveite diversa experiências, todos os dias!