Baixe grátis

Ir para o site

Baixe grátis

Menu

O que fazer em Luanda: descubra os pontos mais fixes!

A capital de Angola é uma cidade vibrante. Com seus mais de 6 milhões de habitantes, Luanda é um importante centro de negócios de África e do mundo, além de contar com uma infinidade de atracções. Para quem vive em outra província ou fora de Angola    e está planeando viajar para lá, é indispensável saber o que fazer em Luanda.

Banhada pela Baía de Luanda, a tão considerada ilha de Luanda, a capital é um destino excelente para quem adora os passeios ao ar livre, oferecendo uma variedade de atracções como praias, natureza, aventura e uma agitadíssima vida nocturna.

Não sabe o que fazer em Luanda? Veja as nossas sugestões e descobre mais sobre esta cidade!

O que fazer em Luanda: principais pontos turísticos

Para entender o que fazer em Luanda, primeiro precisamos falar sobre a sua geografia. Se você olhar o mapa da cidade, notará que existe uma espécie de “braço de terra” que sai do centro da Baía de Luanda. Esse pedacinho de terra é carinhosamente chamado de ilha, pelos moradores – mas é facilmente acessível por terra.

Na ilha é onde se encontra a maioria dos restaurantes e dos bares de Luanda – sobre os quais falaremos no tópico abaixo sobre a noite da cidade.

Do outro lado da ilha está a Marginal, uma avenida bem grande à beira mar, com vários calçadões e que é óptima para caminhar. Na região do centro vê-se a Mutamba onde estão vários prédios em estilo colonial e ruas bem bonitas que valem um passeio.

Pronto, agora ficará mais fácil desvendar o que fazer em Luanda!

Fortaleza de São Miguel

A Fortaleza de São Miguel está localizada no morro da Fortaleza, antigo Monte de São Paulo, perto da ponte da Ilha de Luanda. Essa foi a primeira fortificação militar construída na cidade, ainda no século XVII, primeiramente feita em barro e, em 1638, substituída por taipa e adobe. Após a ocupação holandesa, passou a ser construída em alvenaria.

Os muros foram consolidados em pedra e cal em diferentes épocas, com a conclusão já no século XX. Do ponto de vista urbano, a Fortaleza é um marco ordenador do espaço da cidade. No início, era o limite do aglomerado que se desenvolvia a sudoeste, em direção à Praia do Bispo. Mais tarde, a cidade passou a se desenvolver para o lado norte.

Actualmente, é na Fortaleza onde está instalado o Museu de História Natural. Ela é propriedade do Estado, estando sob responsabilidade do Ministério da Defesa e do Ministério da Cultura. 

O passeio vale à pena não apenas pelo importante carácter histórico do local, mas também pela vista incrível que terá de toda Luanda, onde você poderá tirar lindas fotografias.

O Miradouro da Lua

Se você está a procura de o que fazer em Luanda, não deixe de conhecer O Miradouro da Lua.

O Miradouro da Lua fica  próximo de Luanda e é um lugar absolutamente imperdível, onde as chuvas e o vento transformaram as falésias em uma paisagem lunar, bem em frente ao oceano.

Por conta dessa paisagem, em 2015, o local foi eleito como uma das Sete maravilhas naturais de Angola e já foi cenário de inúmeros filmes nacionais e internacionais.

Contudo, aproveite para visitar enquanto ainda há tempo, pois, a erosão natural acentuada desse frágil sistema geológico, somada à falta de programas de preservação, colocam o ponto turístico em risco de desaparecimento.

Memorial António Agostinho Neto (Mausoléu)

Local com grande importância histórica, por ser onde estão os restos mortais do  primeiro Presidente da Nação, Dr. António Agostinho Neto. Além disso, possui uma área de 18 hectares,  conta também com  o museu, galeria de exposições, salas multiuso, biblioteca e videoteca, centro de documentação, lojas e hall das autoridades.

O Memorial também dispõe de uma avenida de cerca de 500 metros para desfilar (inclusive para os dias de Carnaval),  uma área de tribuna com 2 mil lugares e um parque para 300 viaturas. 

Outro importante destaque está na impressionante arquitetura  que tem o  Mausoléu , conta com uma torre central de mais de 120 metros de altura em referência ao poema “A Caminho das Estrelas”, da obra “Sagrada Esperança” – e pode ser visualizado de vários pontos da cidade de Luanda.

Parque Nacional da Kissama

Localizado a cerca de 75 km ao Sul de Luanda está o Parque Nacional da Kissama que se estende por quase 10 mil km² e, é o parque mais conhecido do país. Ele é caracterizado por suas diversas paisagens, com savanas de árvores impressionantes que alternam com pastagens abertas.

Por lá, o turista também se deparará com a rica biodiversidade de Angola, podendo encontrar elefantes, girafas, zebras, crocodilos, gnus ou boi cavalos, leopardos, rinocerontes, hipopótamos, gazelas e inúmeras espécies de macacos, inclusive algumas bem raras, como o anão-búfalo.

O parque foi fundado em 1957 mais sofreu bastante ao longo dos anos de guerra civil,  porque a maioria das espécies animais na região foram quase erradicadas (extintas). Contudo, em 2001 os elefantes do Botswana e da África do Sul foram reassentados com êxito – e desde então a espécie tem aumentado. Assim, aos poucos, a população de animais está sendo recuperada. 

Além disso, é importante destacar que, ao contrário das reservas privadas da Tanzânia e da África do Sul, o Parque Nacional da Kissama é um local onde os animais vivem livre.

Ilha do Mussulo

Apesar do nome, a Ilha do Mussulo é uma península formada por um banco de areia de cerca de 30 km, que pode ser acessada quando a maré está baixa. A região abriga vários resorts luxuosos com inúmeras actividades aos seus visitantes.

Além disso, é por lá que você encontrará os principais recantos paradisíacos da capital angolana. Quem quiser mais aventura, poderá conhecer a parte mais selvagem da ilha por meio de uma travessia feita em pequenos barcos a partir do Embarcadouro do Mussulo ou do Museu da Escravatura.

A viagem é bem rápida, leva em torno de 15 minutos – e ao chegar no Mussulo você encontrará um cenário incrível para belas fotos.

Mas se a ideia é relaxar à beira mar, o Ssulo resort é um dos principais complexos hoteleiros da ilha, com praias repletas de espreguiçadeiras e uma estrutura completa de lazer, com boat surfing, snorkeling e inúmeros passeios, além de deliciosos restaurantes.

Sangano Beach

Entre as coisas obrigatórias sobre o que fazer em Luanda, certamente está conhecer algumas das suas praias, como a de Sangano, que fica há mais ou menos 1 hora do Centro da capital, partindo na direção Sul.

Sangano é uma pequena aldeia de pescadores, mas com uma beleza natural ímpar. Banhada pelo Atlântico, essa é uma praia para quem busca sossego, apreciando a vista.

As praias da capital de Angola são uma óptima opção para quem procura o que fazer em Luanda.

Não deixe de aproveitar para comprar mariscos e frutos do mar pescados pela população local. A área da praia de Sangano conta com vários resorts que oferecem uma série de actividades aquáticas, além de deliciosos restaurantes.

Palácio de Ferro

O Palácio de Ferro foi projectado por Gustave Eiffel e é o melhor exemplar da arquitetura de ferro em Angola. Apesar de ser um importante ponto turístico de Luanda, a sua história está envolvida em mistério, pois não existem registros da sua origem.

Acredita-se que a estrutura em ferro forjado tenha sido construída entre 1880 ou 1890 na França, como pavilhão de exposições e, posteriormente, desmontado e transportado de barco para Madagáscar. Porém, por algum motivo, acabou atracando em Angola.

No período colonial, o edifício foi usado como centro de arte, depois da independência e da guerra civil, o palácio ficou em ruínas. Em 2009, ele foi restaurado e entregue ao Ministério da Cultura e hoje é uma Zona Especial de Proteção, abrigando o Museu do Diamante.

Belas Shopping

Está procurando dicas de o que fazer em Luanda que envolvam compras? O Belas Shopping é uma excelente ideia. Inaugurado em 2007, ele é o primeiro shopping center de Luanda com mais de 100 lojas de moda, serviços, cinema e restaurantes, sendo um dos mais completos de  Angola.

Além do centro de compras, o shopping também abriga diversos eventos e conta com 8 salas de cinema, um parque de diversões para as crianças e um enorme supermercado a “Shoprite”.

Museu de História Natural

O Museu de História Natural está localizado no Largo do Kinaxixe e foi criado em 1938 sob o nome de “Museu de Angola”. Ele está instalado na Fortaleza de São Miguel de Luanda, actual Museu de História Militar e é um dos mais importantes do país.

Por lá, o visitante encontrará um amplo acervo de espécies representativas da rica e variada fauna angolana. Entre as atracções de maior destaque está a Palanca Negra Gigante – uma espécie única no mundo. Além dele, ainda é possível observar mamíferos, peixes, insetos, aves, répteis e muitos outros.

Cidade Alta

O conjunto arquitetônico da Cidade Alta é um verdadeiro museu a céu aberto, isso porque, é uma das zonas mais antigas de Luanda e onde a cidade começou

O local fica fora da correria de Luanda, por isso, a Cidade Alta é um reduto de tranquilidade, com ruas largas e arborizadas – fazendo com que no  sector do turismo tenha se tornado um dos cartões-postais de Luanda.

Desde os primórdios da sua existência, esse é o local onde o poder político se concentra na capital, e também, a área onde vive o presidente. Dessa forma, tome cuidado enquanto caminha pela região para não entrar em zonas restringidas e evite tirar fotografias. 

Apesar disso, existem locais abertos ao público e que são imperdíveis, como o jardim em frente ao Palácio do Governo, o Museu Nacional de Antropologia e a Colina de São José.

Museu Nacional da Escravatura

O Museu é um dos pontos de partida para a Ilha do Mussulo. Instalado no lugar onde antes os africanos aguardavam o transporte, após serem capturados como escravos, é dedicado à memória da escravidão.

Nesse se guarda a memória dos mais de cinco milhões de luangos, malimbés, cabindas, congos, ngolas, mundongos, matambas e benguelas que perderam suas vidas graças à implacável rede de tráfico de escravos.

Agora, o museu se constrói enquanto importante local para conhecer o passado através de diversas salas com mapas, estatísticas, miniaturas dos barcos, gravuras, grilhões e outros instrumentos utilizados na época da escravidão.

O que fazer em Luanda à noite

As noites em Luanda são agitadas e não faltam atracções para dançar muito e adentrar a madrugada. Selecionamos alguns locais imperdíveis:

Além dessas dicas de o que fazer em Luanda, vale lembrar que a cidade sedia inúmeros festivais, como o Festival de Cultura Angolana, o Luanda Semba Festival, o Festival de Teatro e Artes de Luanda, entre muitos outros.

Já deu para notar que a capital de Angola é uma cidade efervescente e repleta de atractivos, não é mesmo? Agora que você já sabe o que fazer em Luanda, que tal convidar os seus amigos para desfrutar dessas atracções? Compartilhe as nossas dicas nas suas rede sociais!

Tags

cultura Luanda

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Baixe agora!

iOS ou Android? Baixe gratuitamente nosso App e aproveite diversa experiências, todos os dias!